Emilio Romero:

O ENCONTRO DE SI NA TRAMA DO MUNDO
274 páginas

Baseado num enfoque compreensivo e fenomenológico, o autor caracteriza as exigências que deve preencher uma teoria da personalidade. Em seguida descreve os sete grandes vetores  que configuram o modelo proposto. Os vetores incluem 2 ou mais fatores que especificam aspectos mais característicos do vetor. Deste modo o vetor temperamental inclui 3 fatores:

a)introversão-extroversão;

b)hiperemotividade-eutimia;

c)atividade-passividade.

Romero não apenas destaca  as diversas programações e condicionamentos que configuram a personalidade em aspectos importantes, mas enfatiza três características do ser humano, que outras teorias sobre este assunto raras vezes levam em conta: a subjetividade, a singularidade e a liberdade. Enfatiza igualmente que o ser humano está inteiramente presente na trama do mundo: nesta trama se joga sua vida. Conhecer uma pessoa é avaliar como se inter-relaciona com as pessoas e com os diversos objetos que configuram sua trama pessoal.

Temário:

I. O encontro de si na trama do mundo e dos outros

-.Personalidade, subjetividade, singularidade

II. Questões básicas que suscita uma teoria da personalidade

1.0. Pessoa e personalidade

2.0. As questões fundamentais suscitadas por uma teoria da personalidade

3.0. Modelo sistemático para uma teoria da personalidade: seus requisitos

3.1. Primeiro: a teoria deve estar fundamentada numa concepção antropológica

3.2. Segundo: Formulação da teoria em termos de postulados e princípios

3.3. Terceiro: Proporcionar métodos e técnicas de pesquisa

3.4. Quarto: proporcionar uma teoria do desenvolvimento

3.5. Quinto: fornecer uma teoria do sintomático e do psicopatológico

3.6. Sexto: Caracterizar o modelo epistêmico

4. Aspectos básicos a serem considerados numa concepção do desenvolvimento

5. A configuração da personalidade segundo as diversas etapas do desenvolvimento

III. Algumas concepções da personalidade propostas segundo o modelo compreensivo e fenomenológico

-A concepção de Gordon Allport

-A concepção de Philip Lersch

-A concepção de Carl Rogers

IV. Esboço de uma concepção da personalidade de orientação compreensiva e fenomenológica

1. Dimensões da existência  -Vetores   -Fatores

2. Formulação da concepção antropológica geral

V. Caracterização dos vetores e fatores da personalidade

1. O fator biológico na personalidade: o temperamento e seus fatores, as tendências e os impulsos

2. Os traços adquiridos no aprendizado da vida: o caráter e seus fatores

3. O que nos mobiliza em pró dos objetos e objetivos: o fator motivacional - necessidades, demandas, interesses

4. Os fatores  que nos sustentam e nos orientam: crenças, valores, planos e projetos 

5. Os fatores que configuram a identidade pessoal: o corpo, o status, os sentimentos, a história pessoal

6. O potencial humano e a realização pessoal: aptidões e atividades na construção de si mesmo

7.A integração pessoal: a autoconsciência, o eu, a linguagem e a regulação funcional do organismo

VI. A questão da personalidade normal-anormal, patológica-saudável: o normal como ajuste a um padrão determinado

- Critérios de normal-anormal

- Personalidade normal, saudável, integrada, eubiósica, dianética?

VII. Dramas pessoais e sua relação com a personalidade

- O trabalho psicoterapêutico

– Uma aplicação do modelo: a história de Aurélia

-Referencias bibliográficas e observações